quinta-feira, julho 09, 2009

FITA CÓNHOTA BERDOLÉGA


Um Poema de Luis Romano pe espantá bjón,

Tava prei de rudiá um f'ninha kel tinha m'rrid,

Ma el te lá k'oi grilid. Te esperá sê homenaja e cunsidroçon, méj ki m'ricid!
____________________________________


O formato daquele berço foi um símbolo
O menino em miragens impossíveis
dormia sonhando com navios de papel
enquanto eu contemplava
a cismar,
o conjunto daquela harmonia
sumindo-se na linha do mar.

Navio-berço de menino crioulo
navio-guia que ficou sem ir
"navio idêntico ao navio da nossa derrota parada".
Clima, 1963

1 Comentários:

Benvindo Neves disse...

Sim moço, um f'ninha da gaita!!! E e'm kabá por isdá espéiél.

merci pe bo êtençon, ôonte.

Kel braça

Blog Widget by LinkWithin